em99t

cassino boulevar cifra

Os danos causados pelos radicais bolsonaristas que vandalizaram as sedes dos Três Poderes no dia 8 de janeiro de 2023 ultrapassaram a marca dos R$ 26 milhões, segundo a estimativa mais recente da Advocacia-Geral da União (AGU). Desse total, R$ 7,9 milhões são referentes apenas aos prejuízos causados ao Palácio do Planalto, prédio da presidência da República. Os dados, obtidos pelo portal Metrópoles, ainda apontam que o governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi obrigado a desembolsar, até o momento, R$ 297,7 mil no reparo de bens e na recuperação das estruturas interna e externa do Palácio do Planalto. Bnews PetIndependente! Gato surpreende web ao não precisar de ajuda para se medicar; assista SALVADORCentro Histórico tem trânsito alterado por causa de festas juninas A maior parte do valor investido em reparos até agora foi na reposição da vidraçaria, que custou R$ 204,4 mil. Em segundo lugar, está a recuperação dos elevadores danificados, com um custo de R$ 39 mil. Portas e divisórias (R$ 15 mil), pintura (R$ 13 mil), rede elétrica (R$ 8,7 mil), gradil (R$ 7,5 mil), bancadas e tampos de mármore (R$ 7 mil) e peças sanitárias (R$ 3 mil) completam a lista. window.uolads && window.uolads.push({ id: "banner-300x250-1-area" }); Até agora, o investimento feito pelo governo na recuperação do Palácio do Planalto representa apenas 3,7% do prejuízo estimado para o prédio da presidência da República. No Supremo Tribunal Federal (STF), o dano estimado é de R$ 11,4 milhões, contra R$ 4 milhões do Senado Federal e R$ 3 milhões da Câmara dos Deputados.