em99t

chico rezende globo esporte

A deputada estadual Olívia Santana (PCdoB) reagiu após o ministro da Casa Civil, Rui Costa, virar alvo de críticas após comentários do ex-governador da Bahia sobre Brasília, na última sexta-feira (2), em evento na cidade de Itaberaba. A comunista marcou presença em um evento no Hotel Fiesta, na região do Itaigara, nesta quarta-feira (7), que teve entre os presentes o governador do Estado, Jerônimo Rodrigues (PT). SAÚDEHospital Regional Piemonte do Paraguaçu realiza primeira cirurgia cinco dias após inauguração da unidade SAÚDE MENTALCasamento feliz reduz risco de síndrome de burnout, diz pesquisa "Eu entendo que a pressão em Brasília é violenta, acho que nós temos que, de fato, reorganizar melhor a base do governo. O ex-governador Rui Costa falou algo que muita gente concorda - eu mesma concordo. Entretanto, considerando a posição que ele ocupa, tem coisa que a gente pensa, mas não pode falar. Brasília é uma instância sim, distante do povo. Os deputados do Centrão, a direita e da extrema-direita deveriam ser mais fiscalizados pela população", disparou. window.uolads && window.uolads.push({ id: "banner-300x250-1-area" }); Mulher preta na Prefeitura Na oportunidade, ela comentou acerca da possibilidade de uma mulher preta ser eleita para a Prefeitura de Salvador, em 2024 - Olívia Santana é uma das pré-candidatas ao Palácio Thomé de Souza para o pleito do próximo ano. "Eu espero que o mesmo processo de escolha do nome de Jerônimo Rodrigues ocorra também na escolha para o candidatura da base para a Prefeitura de Salvador (...) e se temos um homem 'negríndio', como eu gosto de falar, no governo, seria muito importante termos uma mulher negra no Palácio Thomé de Souza", disse ela. window.uolads && window.uolads.push({ id: "banner-300x250-2-area" }); "Precisamos quebrar esse jejum, virar essa página da história tão pavimentada pelo racismo, pelo sexismo que impede que os talentos e as inteligências das mulheres também possam ocupar esses espaços de poder, de decisão, de governança, de uma cidade como Salvador, que é de maioria negra", completou.